HOME TERAPEUTAS PUBLICAÇÕES ATENDIMENTO MÍDIA PSICODIAGNÓSTICO ARQUIVOS CITAÇÕES LINKS FOTOS CONTATO

10 perguntas sobre testes psicológicos

Os Testes Psicológicos são os instrumentos dos psicólogos mais conhecidos pela população em geral: seja na hora de tirar a carteira de habilitação ou em uma seleção de emprego, os testes psicológicos são utilizados. Por isso, vira e mexe a gente ouve falar do “teste do desenho” e dos “testes de inteligência”. Isso sem falar no famoso “teste vocacional”.

Mas tem muita gente que não entende como os testes funcionam. Para tirar algumas dúvidas e tranquilizar quem precisa passar por um psicotécnico, aí vão 10 perguntas (e suas respostas) sobre os testes psicológicos.

Quem pode aplicar os Testes Psicológicos?

 É muito importante dizer que somente psicólogos podem utilizar os testes: testes psicológicos não podem ser aplicados por psiquiatras, pedagogos, assistentes sociais ou outros profissionais. Isso se deve à especificidade da sua construção e da necessidade de interpretação correta dos seus resultados. Testes psicológicos não são como testes de revistas femininas: seus resultados devem ser interpretados dentro de um contexto específico e, para isso, é necessário muito estudo e treinamento.

Quantos tipos de teste psicológico existem?

 Basicamente, os testes psicológicos se dividem em dois tipos: psicométricos e projetivos.

O que são testes psicométricos?

 Testes psicométricos são aqueles que fazem uso da medida matemática para avaliar o sujeito. Os resultados originam um cálculo e o resultado do calculo para cada sujeito é comparado com uma tabela do resultado para a população em geral. Como exemplos de testes psicométricos, temos o IFP (Inventário Fatorial da Personalidade), que avalia a personalidade do sujeito, e o QSG (Questionário de Saúde Geral), que avalia a saúde da pessoa no momento do teste.

O que são testes projetivos?

 São aqueles testes que fazem uso da projeção, ou seja, são testes que permitem que a pessoa manifeste algum aspecto da sua história ou da sua personalidade, mesmo que não perceba isso. Por exemplo, temos o HTP (Teste da Casa-Árvore-Pessoa), que avalia a personalidade através de desenhos, e o TAT (Teste de Apercepção Temática), que usa as histórias que o indivíduo conta para avaliar a sua personalidade e o seu estado mental. O Rorschach, o famoso teste das manchas, também é um teste projetivo.

Como são construídos os testes?

 Testes psicológicos partem de “construtos”, ou seja, o que vai ser avaliado. Um teste que mede “inteligência”, para dar um exemplo, parte de uma definição clara do que é inteligência (p.ex.: “inteligencia é a capacidade de reagir aos estímulos do ambiente de forma a melhor adaptar-se” – uma definição que pode ser mudada de acordo com o autor do teste) . A partir daí, é construído um instrumento que permite que o psicólogo avalie a inteligência – de acordo com a definição dada pelo teste. Os testes psicológicos são então aplicados a vários grupos de pessoas para definir qual parte da população pode ser avaliada a partir deles e como os resultados devem ser interpretados. O Conselho Federal de Psicologia então avalia as pesquisas e define se os testes podem ou não ser utilizados pelos psicólogos.

Quem vende os testes psicológicos?

 Existem editoras responsáveis por vender e publicar os testes. É importante repetir: somente psicólogos podem comprar e usar testes psicológicos. Portanto, a venda só se dá perante a apresentação da identidade profissional.

Como fazer para passar no teste psicológico?

Como são usados em recrutamento e seleção, há muitas pessoas que querem saber “como passar no teste psicológico”. Para eles, uma notícia boa e ao mesmo tempo ruim: não existe “passar” no teste psicológico. O teste psicológico dá um retrato da pessoa no momento da aplicação. Durante uma seleção de candidatos, os testes são utilizados para verificar se a pessoa tem um perfil compatível com o da vaga a ser preenchida.

É verdade que eu preciso desenhar uma árvore com raiz?

 Repetindo: não existe fórmula para “passar” no teste psicológico. Tudo o que se diz no senso comum a respeito dos testes não tem fundamento científico. E nenhum psicólogo vai te falar como fazer para passar, sob pena de perder o registro no Conselho.

Todo psicólogo usa teste psicológico?

 Não. O teste é um instrumento, mas o psicólogo não é obrigado a utilizá-lo. Há psicólogos que preferem basear seu diagnóstico em entrevistas, o que é perfeitamente aceitável.

Eu não passei no teste, e agora?

 Em um processo de recrutamento e seleção, você tem direito a uma devolutiva do psicólogo. Ele não vai fazer terapia com você, mas pode dar um indicativo dos motivos que levaram você a não passar na seleção. Se você achar necessário, procure ajuda de um psicólogo para trabalhar as questões que impediram a sua aprovação.

Se você quer saber quais são os testes psicológicos autorizados para uso no Brasil, consulte o Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos do CFP.

 

retirado de http://www.conversadepsicologo.com/2009/01/10-perguntas-sobre-testes-psicologicos/

Testes Psicológicos
Carta Aberta sobre Testes Psicológicos

Esclarecemos à população que a Avaliação Psicológica consiste em um processo
técnico-científico de coleta de dados, estudos e interpretação de
informações a respeito dos fenômenos psicológicos e, para isto, são
utilizados vários métodos, técnicas e instrumentos. Dentre eles,
encontram-se os testes psicológicos, que têm por objetivo descrever e/ou
mensurar características e processos psicológicos, tais como emoções,
afetos, inteligência, motivação, personalidade, psicomotricidade, atenção,
memória e percepção.

Com o objetivo de assegurar a precisão e qualidade das informações oriundas
dos testes psicológicos, o Conselho Federal de Psicologia- CFP- instituiu
uma Comissão de Especialistas em Avaliação Psicológica, que analisa e
identifica os testes que atendem aos requisitos mínimos estabelecidos para
seu uso, garantindo a qualidade dos serviços prestados à população. Sendo
assim, os testes psicológicos utilizados pelos psicólogos são aqueles
aprovados pelo CFP e que possuem plenas condições de uso.

É importante ressaltar, ainda, que a utilização dos testes psicológicos é
permitida, por lei, somente a psicólogos, pois requer conhecimentos e
habilidades pertinentes à formação destes profissionais
. Desse modo, o
Conselho Federal de Psicologia alerta a sociedade para os riscos decorrentes
do emprego desses instrumentos por profissionais que não estejam habilitados
e credenciados para esse fim. Por outro lado, conclama a população a
comunicar aos Conselhos Regionais de Psicologia quaisquer irregularidades
ocorridas por ocasião do uso dos testes psicológicos.

Informações sobre os testes avaliados podem ser obtidas no

www.pol.org.br/satepsi

retirado de
http://www.pol.org.br/pol/cms/pol/noticias/noticia_070206_703.html
 

HOME TERAPEUTAS PUBLICAÇÕES ATENDIMENTO MÍDIA PSICODIAGNÓSTICO ARQUIVOS CITAÇÕES LINKS FOTOS CONTATO